Arquivo da tag: Nota de Produção

VIRANDANDO

Já ouvi de outras bocas que a primeira Virada Cultural  a gente nunca esquece. É, acho que realmente nunca esquecerei as primeiras que participei intensamente como público em várias doses de 24 horas no ar curtindo muito com amigos ou perambulando solo enebriado por entre palcos prediletos. Agora o que tenho certeza é que nunca esquecerei essa Virada de 2015, quando pela primeira vez tive a oportunidade de participar como há algum tempo esmerava: produzindo um show.

E como alegria pouca é bobagem, essa oportunidade veio em dupla, com o Edu Sereno  no Teatro Martins Penna no Centro Cultural da Penha e com o Clandestino de Dandara, Jota Erre e Jessé Santo no Vale do Anhangabaú. E como alegria muita também é bobagem, coincidentemente os dois shows foram escalados para o mesmo horário.

Flyer - Edu Sereno na Virada Cultural

Flyer - Clandestino na Virada Cultural

Coincidências à parte, a correria foi grande, mas deu tudo certo e no fim da noite os dois shows foram lindos e todos fomos felizes para sempre por aquela noite.

AO VIVO, acompanhado de Rafa Moraes (guitarra, dobro, charango e efeitos), Marcelo Sanches (guitarra), Beto Vasconcelos (baixo) e Bruno Marques (bateria), Edu Sereno  chegou junto no Centro Cultural da Penha pra lançar Mantra, primeiro single de seu disco de estreia, O Pão Que o Diabo Ama Sou. E o ataque rolou em ritmo de lançamento com Edu disparando de Zóio Vermelho e partilhando o Pão com as canções  Cê Vai Lembrar e Viaduto do Chá.

Embalado, seguiu intercalando canções do novo disco O Pão Que o Diabo Ama Sou como Confesse e Ritual e de seu EP Esquinas, Janelas e Canções como Flor e Eu Sou Assim.

Já na reta final apresentou a equipe e disparou SMSNinguém Tá Ligado pra fechar o set com todo mundo ligadíssimo no show e brisando no rolê.

E pra fechar a noite Edu caprichou no BIS e voltou lançando Mantra, arrematando Agenda e emendando Made in China e Perdidos pra levantar a galera nessa noite memorável de Virada Cultural na Penha.

Tão aí os links pra quem quiser conferir o álbum na íntegra e a playlist completa com os bootlegs desse show.

AO VIVO, no centro da cidade Dandara (voz), Jota Erre (percussão) e Jessé Santo (violão) apresentaram o CLANDESTINO com participação especial de Yaniel Matos no violoncelo. Tá aí o link pra conferir o álbum desse show.

clandestino-na-virada-cultural

Em tempo, tamanha coincidência me fez pensar um bocado nos tantos encontros e reencontros que me regeram até aquelas oportunidades e na trilha que a vida traçou com a música fazendo seus caminhos. Pois é, não foi por mera coincidência que essa história virou playlist: VIRANDANDO!

Em novembro de 2014 fui convidado para produzir o show de comemoração de 1 ano do Esquinas, Amigos e Canções com o Edu Sereno  (1) e o Márcio Lugó  (2) recebendo as participações especiais de Matheus von Krüger (3), Pedro Morais (4) e Jota Erre (5) no Teatro Cacilda Becker em São Paulo (6).

Coincidentemente, em novembro de 2012 havia produzido o primeiro show oficial da Lima³ Autonomia Criativa justamente com Matheus (7) e Pedro (8) dividindo a noite no Teatro Oi Futuro Klauss Vianna em Belo Horizonte (9).

De lá pra cá segui produzindo o Matheus no projeto Trinta, e Tantas Coisas, junto do parceiro Luis Kiari (10) e nos shows de lançamento do seu mais recente disco: Vagalume (11).

Recentemente, agora em 2015, fui convidado para produzir os shows do Lugó no Sesc Sorocaba, com participação do Edu (12), e também no Sesc Piracicaba (13).

Eis que nesse último sabadão de Virada Cultural tive a oportunidade de produzir o primeiro show dos lançamentos do novo disco do Edu, O Pão que o Diabo Ama Sou, no Teatro Martins Penna no Centro Cultural da Penha (14) e também o show do Clandestino no Vale do Anhangabaú com Jota Erre, Jessé Santo e Dandara (15), com quem tenho a honra de trabalhar também em seu show solo (16) e no espetáculo Dois Tempos de Um Lugar (17) desde a sua estreia oficial em setembro de 2013 na Paulicéia Carioca (18) no Teatro Municipal Café Pequeno no Rio de Janeiro com participações especiais de João Cavalcanti (19) e Suely Mesquita (20). Desde então, dois tempos além, também segui trabalhando com o Paulo Monarco  em seu show solo, Inteiro (21), e em outras ocasiões especiais (22), mas isso é capítulo de outra nota desse mesmo ciclo.

Enfim, retomando o fio da meada, passado o fim de semana, veio a percepção de que aquela noite de Amigos e Canções já havia dobrado tantas Esquinas e de que esse sábado de pão partilhado na Penha e clandestinidade no Anhangabaú completava um ciclo que teve início com Matheus e Pedro em Beagá, em meu primeiro show como produtor, e que depois nos reuniu todos nessa noite de celebração na Lapa, em meu primeiro show com Sereno e Lugó, e que teve seu desfecho nesse fim de semana de Virada, em minha primeira produção com o Clandestino de Jota Erre, que há muito já era parceiro de Dandara (com a qual eu também já trabalhava no Dois Tempos), mas que só conheci pessoalmente nessa mesma noite em que reencontrei Pedro e Matheus através de Sereno e Lugó (23).

Complexo, né!? É o mundo dando suas voltas e a arte fazendo seus caminhos. Pois que siga a caminhada e que a arte nos proporcione ainda mais desses encontros recheados de reencontros.

E que a arte siga traçando meus caminhos, como música!

No mais, em breve tem Matheus de novo em Sampa, Dois Tempos de novo no Rio e Lugó, Edu e Clandestino por aí estrada afora, além de tantos outros bons momentos que virão com novos e velhos parceiros. Enfim, que o ciclo se renove! Tenho apenas a agradecer! Força e fé! (24)

Ah, quanto à Virada!? Virou história, made in china!

PLAYLIST: Virandando

  • MANTRA (Edu Sereno + Lívia Humaire)
  • TRÉGUA (Márcio Lugó + Helena Margarido)
  • EU SOU ASSIM (Edu Sereno)
  • INVERTE E RODA (Márcio Lugó)
  • TSUNAMI (Márcio Lugó)
  • VIADUTO DO CHÁ (Edu Sereno + Lívia Humaire + Henrique Athayde)
  • REVENDO AMIGOS (Jards Macalé + Waly Salomão)
  • A FÚRIA DO INFINITO (Pedro Morais + Magno Mello)
  • MISTÉRIO DO PLANETA (Luiz Galvão + Moraes Moreira)
  • NOVO TEMPO (Ivan Lins + Vitor Martins)
  • LEVA E TRAZ (Matheus von Krüger)
  • MADE IN CHINA (Edu Sereno + Marco Vilane)
  • DESACELERA (Márcio Lugó)
  • ZÓIO VERMELHO (Edu Sereno)
  • INVADIR (Jessé Santo + Jota Erre + Angela Ennes)
  • HELLO (Achiles Neto + Marcus Marinho)
  • TROVOA (Mauricio Pereira)
  • TEM DÓ (Paulo Monarco + Zeca Baleiro)
  • ESCUTA (Paulo Monarco + Suely Mesquita) + INTERESSE (Suely Mesquita + Pedro Luis)
  • VENHA (Paulo Monarco + Celso Viáfora)
  • MEDLEY / LENINE + CANTAUTORES (com Carlos Posada + César Lacerda + Paulo Monarco + Tó Brandileone)
  • CINCO SENTIDOS (Márcio Lugó)
  • NINGUÉM TÁ LIGADO (Edu Sereno + Dudy Cardoso + Ale Gomes)

NOTAS: Virandando

(1) EDU SERENO – Mantra no ‘Esquinas, Amigos e Canções’ no Teatro Cacilda Becker em São Paulo

(2) MÁRCIO LUGÓ Trégua no ‘Esquinas, Amigos e Canções’ no Teatro Cacilda Becker em São Paulo

(3) EDU SERENO e MATHEUS VK – Eu Sou Assim no ‘Esquinas, Amigos e Canções’ no Teatro Cacilda Becker em São Paulo

(4) MÁRCIO LUGÓ e PEDRO MORAIS – Inverte e Roda no ‘Esquinas, Amigos e Canções’ no Teatro Cacilda Becker em São Paulo

(5) MÁRCIO LUGÓ e EDU SERENO e JOTA ERRE – Tsunami no ‘Esquinas, Amigos e Canções’ no Teatro Cacilda Becker em São Paulo

(6)  EDU SERENO e MÁRCIO LUGÓ Viaduto do Chá no ‘Esquinas, Amigos e Canções’ no Teatro Cacilda Becker em São Paulo

(7) MATHEUS VK – Revendo Amigos no Teatro Oi Futuro Klauss Vianna em Belo Horizonte

(8) PEDRO MORAIS A Fúria do Infinito no Teatro Oi Futuro Klauss Vianna em Belo Horizonte

(9) MATHEUS VK e PEDRO MORAIS – Mistério do Planeta no Teatro Oi Futuro Klauss Vianna em Belo Horizonte

(10) MATHEUS VK e LUIS KIARI e IVAN LINS –  Novo Tempo no ‘Trinta, e Tantas Coisas’ no Miranda no Rio de Janeiro

(11) MATHEUS VK – Leva e Traz no ‘Festival TIM Tudo é Jazz’ em Ouro Preto

(12) EDU SERENO e MÁRCIO LUGÓ – Made in China no ‘Liberdade Aparente’ no Sesc Sorocaba

(13) MÁRCIO LUGÓ – Desacelera no ‘Liberdade Aparente’ no Sesc Piracicaba

(14) EDU SERENO – Zóio Vermelho na ‘Virada Cultural’ no Centro Cultural da Penha em São Paulo

(15) CLANDESTINO – Invadir na ‘Virada Cultural’ no Vale do Anhangabaú em São Paulo

(16) DANDARA Hello no Teatro do CEU Jaçanã em São Paulo

(17) DOIS TEMPOS DE UM LUGAR – Trovoa no ‘Dois Tempos de Um Lugar’ no Teatro Décio de Almeida Prado em São Paulo

(18) PAULICÉIA CARIOCA – Teaser – Paulicéia Carioca

(19) DOIS TEMPOS DE UM LUGAR e JOÃO CAVALCANTI – Tem Dó no ‘Dois Tempos de Um Lugar’ na Paulicéia Carioca no Rio de Janeiro

(20) DOIS TEMPOS DE UM LUGAR e SUELY MESQUITA –  Escuta + Interesse no ‘Dois Tempos de Um Lugar’ na Paulicéia Carioca no Rio de Janeiro

(21) PAULO MONARCO – Venha no ‘Projeto Inusitado – Lenine apresenta Cantautores’ na Cidade das Artes no Rio de Janeiro

(22) LENINE + CANTAUTORESCarlos Posada, César Lacerda, Paulo Monarco e Tó Brandileone no ‘Projeto Inusitado – Lenine apresenta Cantautores’ na Cidade das Artes no Rio de Janeiro

  • “Lá e Cá” (Lenine/Sérgio Natureza)
  • “Jack Soul Brasileiro” (Lenine/Alberto Paz/Almira Castilho/Edson Menezes/Gordurinha)
  • “Papagaio do Futuro” (Alceu Valença)
  • “Me Deixa Em Paz” (Monsueto/Airton Amorim)
  • “Mora na Filosofia” (Monsueto/Arnaldo Passos)
  • “Gatas Extraordinárias” (Caetano Veloso)
  • “Volte Para O Seu Lar” (Arnaldo Antunes)

(23) MÁRCIO LUGÓ –  Cinco Sentidos no ‘Esquinas, Amigos e Canções’ no Teatro Cacilda Becker em São Paulo

(24) EDU SERENO –  Ninguém Tá Ligado na Virada Cultural no Centro Cultural da Penha em São Paulo

lima%c2%b3-autonomia-criativa

LINKS OFICIAIS³

facebook.com/autonomiacriativa
youtube.com/autonomiacriativa
soundcloud.com/autonomiacriativa
instagram.com/autonomiacriativa
twitter.com/autonomcriativa

antes, DURANTES, depois

Primo de um grande amigo de infância, já eramos bons conhecidos de outros carnavais e feriados passados em Ouro Preto (MG), mas foi por obra do acaso e sobre a égide da “lei natural dos encontros” que noite dessas de agosto me joguei solo no Cine Jóia pra curtir um show do coletivo 5 a Seco e acabei encontrando com o Matheus von Krüger e comentando que estava planejando migrar da advocacia para a produção. De bate e pronto ele me convidou pra acompanhar o show de lançamento de seu DVD Durantes (1) que aconteceria em setembro no Espaço Cultural Municipal Sérgio Porto no Rio de Janeiro e contaria com a participação de Paulinho Moska (2). Eis que o encontro e a proposta se mostraram oportunos e segui para o Rio pra conhecer o seu novo projeto e conversarmos sobre as possibilidades de uma parceria profissional. Dito e feito e já em outubro o músico e compositor chegava junto para se tornar o primeiro parceiro da Lima³ Autonomia Criativa.

E foi assim, meio no tranco, planejando o lançamento do DVD em Minas Gerais que ainda em novembro tive a oportunidade de reunir Matheus von Krüger e Pedro Morais no Teatro Oi Futuro Klauss Vianna em Belo Horizonte para produzir o primeiro show oficial da Lima³. E como aquele desejo de migrar e a vontade de começar a produzir já eram tamanhas, a estreia acabou rolando ao cubo com Matheus lançando o Durantes e Pedro apresentando o show da turnê Sob o Sol com ambos dividindo o palco em participações recíprocas nessa noite especial.

Matheus VK e Pedro Morais - Oi Futuro BH

AO VIVO, acompanhado por Leandro Vasques (baixo e voz) e Renato Santoro (bateria), Matheus von Krüger desfilou o repertório do Durantes apresentando Um e Um Milhão e O Par e a Canção dentre outras canções de seus dois discos, Outros Tempos e mvk.

Embalado, Matheus também apresentou a canção Sempre Tem Céu Azul, que compôs em homenagem ao bloco carnavalesco Bangalafumenga (3).

E Matheus também apresentou Quintal, composta em parceria com Eduardo Brechó, Lucas Cirillo, Jairo Pereira e Alysson Bruno, integrantes da banda Aláfia, e lançada em webclipe pela cantora Karla da Silva (4).

Arrematando o show  e fazendo referência a “lei natural dos encontros”, Matheus chamou Pedro ao palco para juntos interpretarem Mistério do Planeta, de Moraes Moreira e Luiz Galvão, clássico da MPB eternizado pelos Novos Baianos (5).

E na reta final da apresentação, Matheus convocou a plateia pra cantar Son da Espera, parceria com Rogério von Krüger e Muri Costa, e atacou sua releitura de Revendo Amigos, de Jards Macalé e Waly Salomão. Já no BIS,  retornou sozinho para apresentar a linda Pássaro, com direito à incidental igualmente linda, Roça (6), de João Bernardo e Rogério von Krüger (7).

Na sequência, Pedro Morais assumiu o palco e apresentou canções de seus dois discos, Pedro Morais e Sob o Sol, acompanhado por Egler Bruno (guitarra), Felipe Fantoni (baixo), Arthur Rezende (bateria) e Marcus Nogueira (teclado).

E pra fechar a noite Pedro convidou Matheus para dividir os vocais na canção De Cada Lado, composta em parceria com Magno Mello e Cadu Magalhães.

Fica o convite pra conferirem o álbum completo com as fotos da parceira Dri Krüger e a playlist com os bootlegs dessa noite especial no Teatro Oi Futuro Klauss Vianna em Belo Horizonte.

PLAYLISTAntes, DURANTES, depois

  1. UM E UM MILHÃO (Matheus von Krüger + Rafael Gryner)
  2. AS RUAS (Matheus von Krüger + Rafael Gryner + Pedro Lens + Leandro Jardim)
  3. O PAR E A CANÇÃO (Matheus von Krüger + Lucas Reis + Pedro Ivo)
  4. SEMPRE TEM CÉU AZUL (Matheus von Krüger)
  5. QUINTAL (Matheus von Krüger + Eduardo Brechó + Lucas Cirillo + Jairo Pereira + Alysson Bruno)
  6. MISTÉRIO DO PLANETA (Luiz Galvão + Moraes Moreira)
  7. SON DA ESPERA (Matheus von Krüger + Rogério von Krüger + Muri Costa)
  8. REVENDO AMIGOS (Jards Macalé + Waly Salomão)
  9. PÁSSARO (Matheus von Krüger)
  10. A FÚRIA DO INFINITO (Pedro Morais + Magno Mello)
  11. DE CADA LADO (Pedro Morais + Magno Mello + Cadu Magalhães

NOTAS: Antes, DURANTES, depois

(1) DVD DURANTES – DVD DURANTES – Lançamento do CD mvk

(2) SAUDADEMatheus von Krüger e Paulinho Moska no Teatro Sérgio Porto no Rio de Janeiro

(3) SEMPRE TEM CÉU AZUL – Matheus von Krüger e Bloco Bangalafumenga na Fundição Progresso no Rio de Janeiro

(4) QUINTALKarla da Silva (webclipe)

(5) MISTÉRIO DO PLANETA – Novos Baianos – vídeo extraído do filme Novos Baianos Futebol Clube, dirigido por Solano Ribeiro e gravado em 1973 no sítio Cantinho do Vovô, em Jacarepaguá.

(6) ROÇA João Bernardo apresenta Roça (por Rogério von Krüger)

(7) QUERIA ME ENJOAR DE VOCÊJoão Bernardo (webclipe)

lima%c2%b3-autonomia-criativa

LINKS OFICIAIS³

facebook.com/autonomiacriativa
youtube.com/autonomiacriativa
soundcloud.com/autonomiacriativa
instagram.com/autonomiacriativa
twitter.com/autonomcriativa