Arquivo da tag: Edu Sereno

COLHENDO E PARTILHANDO

Eis que o ano chegou firme, cheio de marra, tipo exportação, embalado por lindos registros do tão regado cultivo do ano passado, mostrando que o tempo de colheita é também a hora certa para a partilha e novos plantios. Assim, em ciclos, como em tudo que vive, os frutos se renovam, naturalmente!

Com o Dani Black iniciamos a turnê Dilúvio em agosto de 2015 e ganhamos o Brasil com shows de lançamento em mais de 30 cidades de 10 estados, sendo super bem recepcionados por público e crítica e lotando alguns dos mais importantes teatros do país (1). Agora o ano começou com a turnê seguindo para Portugal com shows em Lisboa, Porto, Coimbra, Braga, Sines e Tavira e uma apresentação ao vivo na TVI ao lado de Maria Gadú.

dani-black-em-portugal

Pra quem não acompanhou, fica o convite pra assistir a apresentação ao vivo com o Dani Black ao lado da parceira Maria Gadú na TVI de Portugal. Tá aí o link pra quem quiser conferir a apresentação completa.

Pois bem, ainda em janeiro já rolaram os três primeiros shows em terras portuguesas com o Dani Black se apresentando no Teatro São Luiz em Lisboa, no Auditório Municipal em Sines e no CPSE em Tavira e já abrindo as portas de fevereiro foram mais três noites lindas de salas cheias e plateias atentas na Casa da Música em Porto, no Salão Brazil em Coimbra e no Espaço Cultural Pedro Remy em Braga.

E o mês seguiu embalado com o Dois Tempos de Um Lugar estreando no MINIDocs – Do Palco Para O Mundo com o vídeo de Contenteza gravado pela Zoe Films no Tom Jazz. Difícil descrever a emoção que rolou nessa noite e a alegria que foi produzir Paulo Monarco e Dandara nesse último show produzindo juntos, encerrando nossa parceria de tantos tempos e lugares com essa apresentação memorável, última antes do lançamento de seu disco de estreia. Vívidas são as memórias ao lado de Monarco e Dandara e por aqui apenas um largo sorriso estampa a contenteza de ter feito parte da edificação dessa história (2). E tenho dito, solta o play e joga pro mundo!

dois-tempos-no-minidocs

Também teve vídeo novo do showzão com o Márcio Lugó recebendo o Pedro Luís no lançamento do LP compacto Liberdade Aparente no Sesc Belenzinho, registrado pelo parceiro Rodolfo Rodrigues do Elefante Sessions.

marcio-lugo-no-sesc-belenzinho

E nasceu mais um super aguardado lançamento com Vanessa Moreno e Fi Maróstica trazendo ao mundo seu Cores Vivas com canções de Gilberto Gil.

Aproveita e já anota que dia 13 de março a cria será batizada no Auditório Ibirapuera Oscar Niemeyer com as participações super especiais de Fabiana Cozza e Mônica Salmaso. Por aqui segue largo o sorriso, já embalando o afilhado e convidando os amigos pra celebrar esse nascimento.

vanessa-e-fi-no-auditorio-ibirapuera

Em ritmo de lançamentos, Vanessa Moreno e Fi Maróstica estrearam no MINIDocs – Do Palco Para O Mundo com Samba Com Pressa, parceria de Rosa Passos e Fernando de Oliveira, mais uma gravada pela Zoe Films na Gargolândia. Joga pro mundo que o samba é bom!

vanessa-e-fi-no-minidocs

E seguindo a cadência, teve mais um vídeo pintando na rede com o Márcio Lugó fazendo a oração do parceiro Andrei Furlan no lançamento do vinil Liberdade Aparente no Sesc Belenzinho, registrado pelo chapa Rodolfo Rodrigues do Elefante Sessions. Aperta o play e faz a reza!

marcio-lugo-no-sesc-belenzinho

E também teve vídeo novo com o Dani Black no MINIDocs – Do Palco Para O Mundo diluviando Não Não Não com Ze Godoy (teclas e programações) e Sandro Moreno (bateria) na Gargolândia.

dani-black-no-minidocs

Das telas vividas pra vida ao vivo, a produção do mês rolou com o Edu Sereno apresentando O Pão Que O Diabo Ama Sou num lindo domingão de sala cheia no Teatro Martins Penna no Centro Cultural da Penha com um sereno tom de ‘até breve’, já que fechamos a tampa da nossa produtiva parceria com esse último show partilhando o pão depois de 16 meses intercalando produções gerais, executivas, técnicas e artísticas em diversas apresentações memoráveis como no Teatro Cacilda Becker comemorando 1 ano do projeto Esquinas, Amigos e Canções (3) e em nossa estreia conjunta na Virada Cultural (4), assim como em seus shows de lançamento no Teatro Décio de Almeida Prado (5) e nos teatros do Sesc Ipiranga (6) e Sesc Sorocaba (7), dentre outros.

edu-sereno-no-ccpenha

AO VIVO, acompanhado por Rafa Moraes (guitarra, dobro, charango e efeitos), Marcelo Sanches (guitarra), Beto Vasconcelos (baixo) e Bianca Predieri (bateria) com cenografia da talentosa Natália Scromov do Estúdio da Torre, o Pão começou a ser partilhado por Edu Sereno com sua poesia pop urbana em canções como Mantra, Cê Vai LembrarViaduto do Chá e SMS.

E o ataque seguiu entrelaçando canções de seu disco O Pão Que O Diabo Ama Sou como Confesse e Ritual e de seu EP de estreia Esquinas, Janelas e Canções como Flor e Eu Sou Assim.

Já na reta final disparou Ninguém Tá Ligado pra fechar o set com todo mundo ligadíssimo no show e brisando em seu rolê.

E pra fechar a noite Edu voltou pro BIS emendando Made in China e Perdidos pra se despedir da galera e fechar essa noite de pão partilhado na Penha.

E nas fornadas sonoras desse domingão massa tivemos a alegria de contar com as fotos do parceiro Victor Soldano Fotografia & Música. Já aproveita o passeio pra conhecer o lindo acervo de shows registrados pelo Victor: www.fotosoldano.com.br.

E foi assim ano e meio depois de começar a produzir com o Edu que chegou a hora de abandonar as esquinas das coxias e passar a acompanhar suas canções das janelas da metrópole, como ele mesmo o faz ao inspirar tais canções! Fica o convite pra conferir o álbum na íntegra e a playlist completa com os bootlegs desse show.

Com letras únicas e arranjos urbanos, retratando sutilmente o cotidiano da cidade através de uma poesia imagética, Edu Sereno questiona valores e percepções, deixando a sensação de que mais importante que as respostas, são as perguntas. Edu se joga em cada canção com sua sonoridade universal e ao mesmo tempo brasileira, compartilhando conosco tão somente o que o mundo compartilha com ele.

Tá massa! Recados dados, recomendo muito uma aproximação de seu trabalho, pois tá aí mais um artista que corre forte pra levar seus sons a novos ouvidos!  Bora fortalecer!? Cola junto que é só chegar! Fazer o que? O mano é assim, fio desencapado.

E pra fechar as portas de fevereiro, seguindo com a divulgação para o lançamento do Cores Vivas, rolou um bate papo ao vivo com Vanessa Moreno e Fi Maróstica no programa Estadão Noite da Rádio Estadão (92,9 FM) com o apresentador Julio Pacheco na coluna “Mais Música” do Julio Maria.

Por fim, a playlist do mês chega celebrando essa parceria com o Edu Sereno. De 2014 pra cá, alternando entre produções diversas tive a oportunidade e o prazer de caminhar e produzir com o Edu em diversos shows. Agora é prestigiar a jornada e assistir da plateia o primeiro show como público desde quando o conheci em 2013, no show de lançamento do seu EP “Esquinas Janelas e Canções” em Sampa. Confesso que depois de produzir esse show em diversos palcos, vai ser um prazer poder curtir o Diabo partilhando o Pão com uma breja na mão! Dito isso, fica o convite, taca-lhe o play e bora partilhar!

PLAYLIST: Colhendo e Partilhando

  1. ZÓIO VERMELHO (Edu Sereno)
  2. MANTRA (Eduardo Sereno + Lívia Humaire)
  3. CÊ VAI LEMBRAR (Edu Sereno)
  4. CONFESSE (Edu Sereno + Marco Vilane)
  5. FLOR (Edu Sereno)
  6. VIADUTO DO CHÁ (Edu Sereno + Lívia Humaire + Henrique Athayde)
  7. EU SOU ASSIM (Edu Sereno)
  8. SOU ASSIM (Márcio Lugó)
  9. SONHEI (Márcio Lugó)
  10. RITUAL (Edu Sereno)
  11. SMS (Edu Sereno)
  12. TSUNAMI (Márcio Lugó)
  13. NINGUÉM TÁ LIGADO (Edu Sereno + Dudy Cardoso + Ale Gomes)
  14. MADE IN CHINA  (Edu Sereno + Marco Vilane)
  15. PERDIDOS (Edu Sereno + Dudy Cardoso + Daniel Brou + Tuca)
  16. VIADUTO DO CHÁ (Edu Sereno + Lívia Humaire + Henrique Athayde)
  17. EU SOU ASSIM (Edu Sereno)
  18. AGENDA (Edu Sereno)
  19. VENTAR (Edu Sereno)
  20. ZÓIO VERMELHO (Edu Sereno)
  21. MANTRA (Eduardo Sereno + Lívia Humaire)
  22. CÊ VAI LEMBRAR (Edu Sereno)
  23. CONFESSE  (Edu Sereno + Marco Vilane)
  24. FLOR (Edu Sereno)
  25. VIADUTO DO CHÁ (Edu Sereno + Lívia Humaire + Henrique Athayde)
  26. EU SOU ASSIM (Edu Sereno)
  27. SOU ASSIM (Márcio Lugó)
  28. SONHEI (Márcio Lugó)
  29. RITUAL (Edu Sereno)
  30. TSUNAMI (Márcio Lugó)
  31. SMS (Edu Sereno)
  32. NINGUÉM TÁ LIGADO (Edu Sereno + Dudy Cardoso + Ale Gomes)
  33. MADE IN CHINA (Edu Sereno + Marco Vilane)
  34. PERDIDOS (Edu Sereno + Dudy Cardoso + Daniel Brou + Tuca)
  35. EU SOU ASSIM (Edu Sereno)
  36. AGENDA (Edu Sereno)
  37. ZÓIO VERMELHO (Edu Sereno)
  38. MANTRA (Eduardo Sereno + Lívia Humaire)
  39. CÊ VAI LEMBRAR (Edu Sereno)
  40. CONFESSE  (Edu Sereno + Marco Vilane)
  41. FLOR (Edu Sereno)
  42. VIADUTO DO CHÁ (Edu Sereno + Lívia Humaire + Henrique Athayde)
  43. EU SOU ASSIM (Edu Sereno)
  44. RITUAL (Edu Sereno)
  45. SMS (Edu Sereno)
  46. NINGUÉM TÁ LIGADO (Edu Sereno + Dudy Cardoso + Ale Gomes)
  47. MADE IN CHINA + PERDIDOS (Edu Sereno + Marco Vilane / Edu Sereno + Dudy Cardoso + Daniel Brou + Tuca)
  48. VIADUTO DO CHÁ (Edu Sereno + Lívia Humaire + Henrique Athayde)
  49. EU SOU ASSIM (Edu Sereno)
  50. AGENDA (Edu Sereno)
  51. CÊ VAI LEMBRAR (Edu Sereno)
  52. FLOR (Edu Sereno)
  53. SMS (Edu Sereno)
  54. RITUAL (Edu Sereno)
  55. NINGUÉM TÁ LIGADO (Edu Sereno + Dudy Cardoso + Ale Gomes)
  56. MADE IN CHINA (Edu Sereno + Marco Vilane)
  57. EU SOU ASSIM (Edu Sereno)
  58. AGENDA (Edu Sereno)
  59. NINGUÉM TÁ LIGADO (Edu Sereno + Dudy Cardoso + Ale Gomes)
  60. RITUAL (Edu Sereno)
  61. MADE IN CHINA + PERDIDOS (Edu Sereno + Marco Vilane / Edu Sereno + Dudy Cardoso + Daniel Brou + Tuca)
  62. EU SOU ASSIM (Edu Sereno)
  63. MADE IN CHINA (Edu Sereno + Marco Vilane)
  64. AGENDA (Edu Sereno)

NOTAS: Colhendo e Partilhando

(1) DANI BLACK – Bootlegs – Dani Black – Dilúvio Tour

(2) DOIS TEMPOS DE UM LUGAR – PAULO MONARCO E DANDARA Bootlegs – Dois Tempos de Um Lugar

(3) ESQUINAS, AMIGOS E CANÇÕESEdu Sereno e Márcio Lugó no Teatro Cacilda Becker

(4) EDU SERENO NA VIRADA CULTURALShow de Lançamento do single Mantra

(5) EDU SERENO NO TEATRO DÉCIO DE ALMEIDA PRADOShow de Lançamento do videoclipe Mantra

(6) EDU SERENO NO SESC IPIRANGA – Show de Lançamento do disco O Pão Que O Diabo Ama Sou

(7) EDU SERENO NO SESC SOROCABA – Show de Lançamento do disco O Pão Que O Diabo Ama Sou

lima%c2%b3-autonomia-criativa

LINKS OFICIAIS³

facebook.com/autonomiacriativa
youtube.com/autonomiacriativa
soundcloud.com/autonomiacriativa
instagram.com/autonomiacriativa
twitter.com/autonomcriativa

VIRANDANDO

Já ouvi de outras bocas que a primeira Virada Cultural  a gente nunca esquece. É, acho que realmente nunca esquecerei as primeiras que participei intensamente como público em várias doses de 24 horas no ar curtindo muito com amigos ou perambulando solo enebriado por entre palcos prediletos. Agora o que tenho certeza é que nunca esquecerei essa Virada de 2015, quando pela primeira vez tive a oportunidade de participar como há algum tempo esmerava: produzindo um show.

E como alegria pouca é bobagem, essa oportunidade veio em dupla, com o Edu Sereno  no Teatro Martins Penna no Centro Cultural da Penha e com o Clandestino de Dandara, Jota Erre e Jessé Santo no Vale do Anhangabaú. E como alegria muita também é bobagem, coincidentemente os dois shows foram escalados para o mesmo horário.

Flyer - Edu Sereno na Virada Cultural

Flyer - Clandestino na Virada Cultural

Coincidências à parte, a correria foi grande, mas deu tudo certo e no fim da noite os dois shows foram lindos e todos fomos felizes para sempre por aquela noite.

AO VIVO, acompanhado de Rafa Moraes (guitarra, dobro, charango e efeitos), Marcelo Sanches (guitarra), Beto Vasconcelos (baixo) e Bruno Marques (bateria), Edu Sereno  chegou junto no Centro Cultural da Penha pra lançar Mantra, primeiro single de seu disco de estreia, O Pão Que o Diabo Ama Sou. E o ataque rolou em ritmo de lançamento com Edu disparando de Zóio Vermelho e partilhando o Pão com as canções  Cê Vai Lembrar e Viaduto do Chá.

Embalado, seguiu intercalando canções do novo disco O Pão Que o Diabo Ama Sou como Confesse e Ritual e de seu EP Esquinas, Janelas e Canções como Flor e Eu Sou Assim.

Já na reta final apresentou a equipe e disparou SMSNinguém Tá Ligado pra fechar o set com todo mundo ligadíssimo no show e brisando no rolê.

E pra fechar a noite Edu caprichou no BIS e voltou lançando Mantra, arrematando Agenda e emendando Made in China e Perdidos pra levantar a galera nessa noite memorável de Virada Cultural na Penha.

Tão aí os links pra quem quiser conferir o álbum na íntegra e a playlist completa com os bootlegs desse show.

AO VIVO, no centro da cidade Dandara (voz), Jota Erre (percussão) e Jessé Santo (violão) apresentaram o CLANDESTINO com participação especial de Yaniel Matos no violoncelo. Tá aí o link pra conferir o álbum desse show.

clandestino-na-virada-cultural

Em tempo, tamanha coincidência me fez pensar um bocado nos tantos encontros e reencontros que me regeram até aquelas oportunidades e na trilha que a vida traçou com a música fazendo seus caminhos. Pois é, não foi por mera coincidência que essa história virou playlist: VIRANDANDO!

Em novembro de 2014 fui convidado para produzir o show de comemoração de 1 ano do Esquinas, Amigos e Canções com o Edu Sereno  (1) e o Márcio Lugó  (2) recebendo as participações especiais de Matheus von Krüger (3), Pedro Morais (4) e Jota Erre (5) no Teatro Cacilda Becker em São Paulo (6).

Coincidentemente, em novembro de 2012 havia produzido o primeiro show oficial da Lima³ Autonomia Criativa justamente com Matheus (7) e Pedro (8) dividindo a noite no Teatro Oi Futuro Klauss Vianna em Belo Horizonte (9).

De lá pra cá segui produzindo o Matheus no projeto Trinta, e Tantas Coisas, junto do parceiro Luis Kiari (10) e nos shows de lançamento do seu mais recente disco: Vagalume (11).

Recentemente, agora em 2015, fui convidado para produzir os shows do Lugó no Sesc Sorocaba, com participação do Edu (12), e também no Sesc Piracicaba (13).

Eis que nesse último sabadão de Virada Cultural tive a oportunidade de produzir o primeiro show dos lançamentos do novo disco do Edu, O Pão que o Diabo Ama Sou, no Teatro Martins Penna no Centro Cultural da Penha (14) e também o show do Clandestino no Vale do Anhangabaú com Jota Erre, Jessé Santo e Dandara (15), com quem tenho a honra de trabalhar também em seu show solo (16) e no espetáculo Dois Tempos de Um Lugar (17) desde a sua estreia oficial em setembro de 2013 na Paulicéia Carioca (18) no Teatro Municipal Café Pequeno no Rio de Janeiro com participações especiais de João Cavalcanti (19) e Suely Mesquita (20). Desde então, dois tempos além, também segui trabalhando com o Paulo Monarco  em seu show solo, Inteiro (21), e em outras ocasiões especiais (22), mas isso é capítulo de outra nota desse mesmo ciclo.

Enfim, retomando o fio da meada, passado o fim de semana, veio a percepção de que aquela noite de Amigos e Canções já havia dobrado tantas Esquinas e de que esse sábado de pão partilhado na Penha e clandestinidade no Anhangabaú completava um ciclo que teve início com Matheus e Pedro em Beagá, em meu primeiro show como produtor, e que depois nos reuniu todos nessa noite de celebração na Lapa, em meu primeiro show com Sereno e Lugó, e que teve seu desfecho nesse fim de semana de Virada, em minha primeira produção com o Clandestino de Jota Erre, que há muito já era parceiro de Dandara (com a qual eu também já trabalhava no Dois Tempos), mas que só conheci pessoalmente nessa mesma noite em que reencontrei Pedro e Matheus através de Sereno e Lugó (23).

Complexo, né!? É o mundo dando suas voltas e a arte fazendo seus caminhos. Pois que siga a caminhada e que a arte nos proporcione ainda mais desses encontros recheados de reencontros.

E que a arte siga traçando meus caminhos, como música!

No mais, em breve tem Matheus de novo em Sampa, Dois Tempos de novo no Rio e Lugó, Edu e Clandestino por aí estrada afora, além de tantos outros bons momentos que virão com novos e velhos parceiros. Enfim, que o ciclo se renove! Tenho apenas a agradecer! Força e fé! (24)

Ah, quanto à Virada!? Virou história, made in china!

PLAYLIST: Virandando

  • MANTRA (Edu Sereno + Lívia Humaire)
  • TRÉGUA (Márcio Lugó + Helena Margarido)
  • EU SOU ASSIM (Edu Sereno)
  • INVERTE E RODA (Márcio Lugó)
  • TSUNAMI (Márcio Lugó)
  • VIADUTO DO CHÁ (Edu Sereno + Lívia Humaire + Henrique Athayde)
  • REVENDO AMIGOS (Jards Macalé + Waly Salomão)
  • A FÚRIA DO INFINITO (Pedro Morais + Magno Mello)
  • MISTÉRIO DO PLANETA (Luiz Galvão + Moraes Moreira)
  • NOVO TEMPO (Ivan Lins + Vitor Martins)
  • LEVA E TRAZ (Matheus von Krüger)
  • MADE IN CHINA (Edu Sereno + Marco Vilane)
  • DESACELERA (Márcio Lugó)
  • ZÓIO VERMELHO (Edu Sereno)
  • INVADIR (Jessé Santo + Jota Erre + Angela Ennes)
  • HELLO (Achiles Neto + Marcus Marinho)
  • TROVOA (Mauricio Pereira)
  • TEM DÓ (Paulo Monarco + Zeca Baleiro)
  • ESCUTA (Paulo Monarco + Suely Mesquita) + INTERESSE (Suely Mesquita + Pedro Luis)
  • VENHA (Paulo Monarco + Celso Viáfora)
  • MEDLEY / LENINE + CANTAUTORES (com Carlos Posada + César Lacerda + Paulo Monarco + Tó Brandileone)
  • CINCO SENTIDOS (Márcio Lugó)
  • NINGUÉM TÁ LIGADO (Edu Sereno + Dudy Cardoso + Ale Gomes)

NOTAS: Virandando

(1) EDU SERENO – Mantra no ‘Esquinas, Amigos e Canções’ no Teatro Cacilda Becker em São Paulo

(2) MÁRCIO LUGÓ Trégua no ‘Esquinas, Amigos e Canções’ no Teatro Cacilda Becker em São Paulo

(3) EDU SERENO e MATHEUS VK – Eu Sou Assim no ‘Esquinas, Amigos e Canções’ no Teatro Cacilda Becker em São Paulo

(4) MÁRCIO LUGÓ e PEDRO MORAIS – Inverte e Roda no ‘Esquinas, Amigos e Canções’ no Teatro Cacilda Becker em São Paulo

(5) MÁRCIO LUGÓ e EDU SERENO e JOTA ERRE – Tsunami no ‘Esquinas, Amigos e Canções’ no Teatro Cacilda Becker em São Paulo

(6)  EDU SERENO e MÁRCIO LUGÓ Viaduto do Chá no ‘Esquinas, Amigos e Canções’ no Teatro Cacilda Becker em São Paulo

(7) MATHEUS VK – Revendo Amigos no Teatro Oi Futuro Klauss Vianna em Belo Horizonte

(8) PEDRO MORAIS A Fúria do Infinito no Teatro Oi Futuro Klauss Vianna em Belo Horizonte

(9) MATHEUS VK e PEDRO MORAIS – Mistério do Planeta no Teatro Oi Futuro Klauss Vianna em Belo Horizonte

(10) MATHEUS VK e LUIS KIARI e IVAN LINS –  Novo Tempo no ‘Trinta, e Tantas Coisas’ no Miranda no Rio de Janeiro

(11) MATHEUS VK – Leva e Traz no ‘Festival TIM Tudo é Jazz’ em Ouro Preto

(12) EDU SERENO e MÁRCIO LUGÓ – Made in China no ‘Liberdade Aparente’ no Sesc Sorocaba

(13) MÁRCIO LUGÓ – Desacelera no ‘Liberdade Aparente’ no Sesc Piracicaba

(14) EDU SERENO – Zóio Vermelho na ‘Virada Cultural’ no Centro Cultural da Penha em São Paulo

(15) CLANDESTINO – Invadir na ‘Virada Cultural’ no Vale do Anhangabaú em São Paulo

(16) DANDARA Hello no Teatro do CEU Jaçanã em São Paulo

(17) DOIS TEMPOS DE UM LUGAR – Trovoa no ‘Dois Tempos de Um Lugar’ no Teatro Décio de Almeida Prado em São Paulo

(18) PAULICÉIA CARIOCA – Teaser – Paulicéia Carioca

(19) DOIS TEMPOS DE UM LUGAR e JOÃO CAVALCANTI – Tem Dó no ‘Dois Tempos de Um Lugar’ na Paulicéia Carioca no Rio de Janeiro

(20) DOIS TEMPOS DE UM LUGAR e SUELY MESQUITA –  Escuta + Interesse no ‘Dois Tempos de Um Lugar’ na Paulicéia Carioca no Rio de Janeiro

(21) PAULO MONARCO – Venha no ‘Projeto Inusitado – Lenine apresenta Cantautores’ na Cidade das Artes no Rio de Janeiro

(22) LENINE + CANTAUTORESCarlos Posada, César Lacerda, Paulo Monarco e Tó Brandileone no ‘Projeto Inusitado – Lenine apresenta Cantautores’ na Cidade das Artes no Rio de Janeiro

  • “Lá e Cá” (Lenine/Sérgio Natureza)
  • “Jack Soul Brasileiro” (Lenine/Alberto Paz/Almira Castilho/Edson Menezes/Gordurinha)
  • “Papagaio do Futuro” (Alceu Valença)
  • “Me Deixa Em Paz” (Monsueto/Airton Amorim)
  • “Mora na Filosofia” (Monsueto/Arnaldo Passos)
  • “Gatas Extraordinárias” (Caetano Veloso)
  • “Volte Para O Seu Lar” (Arnaldo Antunes)

(23) MÁRCIO LUGÓ –  Cinco Sentidos no ‘Esquinas, Amigos e Canções’ no Teatro Cacilda Becker em São Paulo

(24) EDU SERENO –  Ninguém Tá Ligado na Virada Cultural no Centro Cultural da Penha em São Paulo

lima%c2%b3-autonomia-criativa

LINKS OFICIAIS³

facebook.com/autonomiacriativa
youtube.com/autonomiacriativa
soundcloud.com/autonomiacriativa
instagram.com/autonomiacriativa
twitter.com/autonomcriativa